quinta-feira, 1 de agosto de 2013

Indecisão crônica

Desde pequenos nós nos deparamos com inúmeras escolhas na vida. Ou isso ou aquilo, ou esse ou aquele, sim ou não... De coisas banais, como a cor da roupa, a marca do lápis, o tamanho da régua, até importantes decisões que mudam totalmente o rumo da nossa história. É algo natural e vamos adquirindo experiência e moldando nosso futuro a partir dessas escolhas. Tomar decisões é algo cotidiano que fazemos sem ao menos perceber. É fácil como respirar... Menos pra mim ¬¬'

Sem exagero, talvez eu seja a pessoa mais indecisa do mundo (é, eu exagerei). Eu simplesmente não sei o que fazer em ocasião nenhuma e acabo deixando a situação correr sem controle. No fim das contas eu percebo que minha decisão foi, na verdade, o palpite de 1 milhão de pessoas e não a minha opinião própria.


Sad but true

Sabe o que é pior nisso tudo? Mudar de ideia de segundo em segundo. A minha mente é um recanto estranho e inquieto - quem me conhece sabe que as coisas pipocam aqui dentro da cachola de maneira desenfreada. Muitas vezes eu digo uma coisa hoje e amanhã já estou me contradizendo totalmente, isso porque mudei de opinião do dia pra noite. Essa personalidade "de lua" muitas vezes acaba sendo confundida com hipocrisia, o que me deixa extremamente puto, pois uso essa palavra frequentemente pra descer a lenha em muitas pessoas e ela acaba carregando uma carga pesada de perjoramento (essa palavra nem existe né '-').

Essa merda de pensamento que teima em mudar de rumo a toda hora se junta à minha ansiedade exacerbada e se transforma numa situação de angustia. Eu sei que você está lendo isso aqui e dizendo "nem, vey, você está exagerando. Deixa de mi mi mi e vai viver tua vida quieto que você ganha mais. Ninguém sofre escolhendo se compra bolacha ou waffer no mercado". Mas acredite, a situação é pior do que você pode imaginar. Não seria (mais) exagero eu dizer que chega a doer tomar algumas decisões. Essa da bolacha ou waffer é de cortar o coração :'(.

Aham... Senta lá na piroca, Cida >_<

Esses dias, sem nada pra fazer, resolvi sapear no Google se existia mais pessoas como eu, que tem dificuldade até de decidir se comem frango ou salsicha no almoço, e é que vejo um termo: Indecisão Crônica.

Pelo que eu entendi o bagulho é o seguinte. Pessoas com indecisão crônica são pessoas traumatizadas por algum motivo e acabam desenvolvendo um tal de transtorno de desenvolvimento de personalidade (ou Personalidade Insegura de Si). E basicamente o Seu doutor carequinha me chamou de covarde, assim, na lata mesmo -_-' ...

Todos nós temos dúvidas sobre qual caminho seguir, mas é preciso buscar CORAGEM dentro de si e enfrentar as consequências dessa escolha. Quando essa coragem não aparece, é por que há alguma "trava", algum fato ou período de vida em que você se viu fracassando em seus objetivos. - Eduardo Ferreira Santos, psiquiatra, psicoterapeuta, mestre em psicologia clinica e doutor em medicina 

Fiquei matutando um pouquinho sobre a alegação de covarde e vi que isso realmente faz sentido! Basta você ler um post mais antigo do blog onde eu assumo (orgulhosamente) ser um "saco de batatas convicto" pra ver a verdade estampada na minha cara. Fora que todas as outras postagens do blog geralmente mostram descaradamente como eu sou patético e aí você vê todo o meu amor próprio =3.


Shout I stay or Should I go?

Bom, ainda acho que estou no lucro. Afinal de contas, antes covarde do que hipócrita.

6 comentários:

  1. Você decidiu escrever, publicar e não se esconder. Foi uma atitude de coragem. Fiquei 5 min para decidir de clicava em Publicar esse comentário ou não.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então, Vinicius, hoje em dia tudo tem um potencial tão grande pra se transformar em uma catástrofe que até um clique pode ser perigoso '-'

      Excluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. seph o qeu você faria se fosse eu? aquela velha história do rolê

    ResponderExcluir