segunda-feira, 14 de novembro de 2016

Ensaio sobre o Stress/ Stresse/ Estresse

Stress/ Stresse/ Estresse, segundo o dicionário Aurélio (da internet. Até porque, quem diabos tem um dicionário em casa hoje em dia?): 1 - Conjunto das perturbações orgânicas e psíquicas provocadas por vários estímulos ou agentes agressores, como o frio, uma doença infecciosa, uma emoção, um choque cirúrgico, condições de vida muito atica e trepidante etc.

Eu sou uma pessoa estressada?

Sempre pensei que a resposta pra essa pergunta fosse um bom e sonoro "não". Quem me conhece sabe que minha paciência é, em muitos casos, digna de um monge tibetano - o mundo pode estar caindo à minha volta que eu tô lá bem de boa, segurando minha onda tranquilinho. Mas recentemente descobri que algumas coisas conseguem REALMENTE me tirar do sério sem muito esforço. Sabe o nome do principal fator que me fez descobrir isso? O que consegue juntar a maioria das situações que me estressam possíveis?

Emprego -_-.

Não é de hoje que vocês conhecem meu pouco apreço pela nobre arte de se matar 8/9 horas por dia pra poder receber umas moedinhas e gastá-las em menos horas do que demorou pra ganhá-las. Eu trabalho única e exclusivamente porque sou consumista pra caralho e gosto muito de torrar dinheiro como se não houvesse um amanhã (mas sempre há e eu me fodo por não saber poupar).

Em suma, o trabalho me estressa... MUITO.

Quando você começa a trabalhar, especialmente em fábricas, algumas frases começam a ser recorrentes em todas (as fábricas) pelas quais você vai passar.

Você tem que dar algo a mais.

Solta esse corpo.

Tem que ter disponibilidade pra fazer o quer for possível pela empresa.

E a minha favorita.

Você tá gostando?


Sempre que me perguntam "tá gostando?" eu, educadamente, respondo: eu tenho que gostar né?! Não tenho outra opção. Mas a vontade é de gritar na cara da pessoa: EU NÃO GOSTO DE TRABALHAR. CARALHO. TÔ AQUI SÓ PRA GANHAR A PORRA DO MEU DINHEIRO. O QUE ME ABORRECE NÃO É O EMPREGO, MAS SIM ESTAR EMPREGADO.



Obviamente eu nunca falei a verdade na cara de ninguém (e espero que esse texto não chegue na mão do meu patrão kkkkkkkkkk). O máximo que aconteceu foi uma vez que, após o meu cochilo de depois do almoço, uma líder perguntou o que eu estava achando do processo em que tinham me colocado e eu respondi com toda a má vontade acumulada em meses de experiência naquele lugar: uma bosta. E ela disse que aquela foi a resposta mais sincera que já tinha recebido desde que tinha assumido como líder daquele setor. Levei aquilo como um elogio - pelo menos eu podia me orgulhar de ser um dos funcionários mais sinceros que já passou por aquele lugar =).


Se tem uma coisa que me deixa PUTO é que coloquem a culpa em mim pelo erro dos outros. Sério... Eu sou muito bem resolvido quanto aos meus erros. Você pode ter certeza de que se eu errar eu vou assumir a MINHA culpa e tentar resolver a situação da melhor forma possível. Mas em nome de tudo quanto e deus que possa vir a existir em todo firmamento NÃO PONHA A CULPA DE OUTRAS PESSOAS NAS MINHAS COSTAS. e foi justamente isso que aconteceu essa semana.

Um evento recente foi tão estressante que despertou em mim um desejo homicida real e latente. Nem eu sabia que era capaz de ficar com tanto ódio de alguma coisa a ponto de tremer e me segurar pra não fazer merda.

O que aconteceu é meio enrolado de explicar, mas o que vocês precisam saber é que a minha vontade, no fim das contas, era de pegar a primeira coisa que estava na minha mão (um micro aplicador de uns 7kg) e bater na cabeça dos meus colegas de trabalho até ouvir o crânio rachar e sentir o gosto do sangue que jorraria.

Stress puro.

Eu sou calmo, meu coração é puro... pura maldade! mas as vezes a situação opressora se acumula em um nível que não dá pra suportar e eu simplesmente explodo - geralmente só na minha cabeça com desejos homicidas, o que garante a segurança e o bem estar da família tradicional brasileira.

Pareço calmo, mas na minha cabeça já te matei 3 vezes de maneiras diferentes


Isso de "segurar a barra" até não aguentar mais e extravasar de maneira explosiva deve fazer um puta mal (reza a lenda que dá ulcera siduhsdiushadiushdsjad). Antigamente eu desabafava aqui no blog e dava uma relaxada, mas fui ficando cada vez mais preguiçoso e o blog (como podem ver) foi deixado às traças. Hoje tento jogar League of Legends com o intuito de relaxar e só piora tudo, já que meu espírito competitivo não me deixa perder sem ficar possesso de raiva quando a culpa da derrota claramente não é minha - várias vezes... ou não.

O tempo que eu demoro pra "explodir" tem ficado cada vez menor.

Em suma: tenso.

Tenso... Parece até que estou respondendo eu mesmo igual respondo meus amigos que querem conselho e eu não consigo pensar em nada melhor pra dizer XD.

Nenhum comentário:

Postar um comentário